Archive for abril \22\UTC 2009

Resultado da promoção do Pequeno Príncipe

22/04/2009

Que o Pequeno Príncipe era o livro mais amado do mundo eu já sabia, mas será que meu blog é o mais amado dos fanáticos por livros? Recebi mais de 120 comentários no post da última promoção!!! Tive que parar minhas leituras por mais de meia hora para conseguir ler todas as participações.

Sem mais delongas, vamos ao resultado? 😛

O primeiro livro vai para o Brunno Vianna, que escreveu o seguinte:

• Brunno Vianna Disse:
20/04/2009 às 12:26
Porque ele lembra aos adultos, que estes um dia foram crianças, mostrando também o valor da amizade e que uma pessoa não precisa de quase nada para ser feliz quando conserva no espírito uma pureza de criança. O Pequeno Príncipe nos leva à nossa própria realidade, questionando o que nós somos e o que gostaríamos de ser, deixando claro que a pureza pode ser e com certeza é uma grande aliada da maturidade. A juventude é um estado de espírito. Ninguém envelhece porque quer. O livro fala de infância, inocência, o que nos lembra nossos sonhos mais antigos e pessoas que partiram. Estas lembranças são marcantes e fazem com que o livro seja inesquecível e amado pelo mundo todo, e consecutivamente, um sucesso.

O segundo exemplar vai para a Sarah, que participou com a seguinte resposta:

• Sarah Disse:
22/04/2009 às 10:31
Quem disse que ele é livro pra criança? Criança sabe das coisas. Esse livro foi feito pra adultos! Eles sim se esquecem do essencial da vida: a dedicação (como uma rosa que é igual à todas as outras, mas é especial por causa do tempo que gastamos com ela); a amizade (como a da raposa, que se inunda de felicidade ao ser cativada); a beleza (de simples momentos, como a espera de alguém querido: ’se você vem as 4, desde as 3 eu serei feliz’); e a responsabilidade (aquela que você tem perante aqueles que se apaixonam por você). O livro é o mais amado porque depois que lemos, fechamos os olhos e vemos com os olhos do coração. Aprendi a ser humilde e a sonhar com ele! Ganhei? rs

Parabéns petits! Vocês se mostraram verdadeiros conhecedores da filosofia por trás do Pequeno Príncipe. Entrarei em contato com vocês para pegar as informações de envío.

Promoção: Edição especial de O Pequeno Príncipe.

17/04/2009

jpg18No dia 18 de abril de 1882 nascia em Taubaté um dos principais escritores infantis de todos os tempos: Monteiro Lobato. Para homenagear esse grande escritor, ficou definido como essa data o Dia Nacional da Literatura Infantil.

Além de Lobato, um outro grande contribuidor para a literatura infanto-juvenil foi o francês Antoine de Saint-Exupéry. Adivinha qual livro ele escreveu. Uma dica: é o livro mais amado do mundo 😀

O Pequeno Príncipe foi publicado pela primeira vez em 1943 e já foi traduzido para mais de 160 idiomas! Quem nunca leu esse clássico, com certeza não pode se considerar um leitor voraz e nem pode sequer pensar em se candidatar a um concurso de Miss.

Apesar de parecer que foi escrito exclusivamente para crianças, o livro contém um grande teor poético e filosófico. Uma verdadeira obra prima da literatura.

jpg11Para os que moram numa lua, como o petit prince, e ainda não tiveram a oportunidade de conferir o livro, tenho uma ótima oportunidade para vocês 😛

Para comemorar o Dia Nacional da Literatura Infantil, vou dar de presente para 2 leitores um exemplar da edição super mega ultra especial em quadrinhos. Para participar basta responder nos comentários a seguinte pergunta:

Por que O Pequeno Príncipe se tornou o livro mais amado do mundo?

Mande sua resposta até o dia 22 e não se esqueça: seja criativo!

peq_principePara quem vier perguntar: “Pô, Leitor Voraz, porque não um livro NACIONAL?”

Alô gente!! É o ano da França no Brasil fiz uma dupla homenagem!! 😉

Romances da Índia.

16/04/2009

Pessoal, nunca gostei muito de novela, até porque, não consigo ficar na frente da televisão por mais de uma hora seguida acompanhando uma história que demora oito meses para se resolver. Por isso eu amo livros. Até porque, se for realmente para assistir tv, tem sempre algo mais interessante passando, como filmes baseados em livros, entrevistas legais e esportes.

Mas outro dia eu ouvi uma conversa de umas tiazinhas na fila do banco sobre a Índia e resolvi dar uma chance à esta novela, que está tão falada. E, HARE BABA, não é que eu gostei! É verdade, eu também me surpreendi. Uma cultura diferente, um outro mundo.

Outra coisa: vocês já repararam que parece estar todo mundo cheio de amorzinho na telinha? Apesar dos casamentos serem arranjados, as mulheres amam seus maridos e os defendem com unhas e dentes. Será que isso acontece mesmo ou é só história de novela?

E essa coisa toda de Índia me despertou uma grande curiosidade pelos costumes desse país e seu povo. Eu que estava há um tempo procurando algum tema empolgante para uma nova leitura, fui encontrar logo onde? Na novela! Aliás, neste momento estou pesquisando livros interessantes para entender melhor uma cultura tão diferente da nossa.

Se vocês também ficaram com vontade de saber mais sobre a Índia, podem visitar o site Romances da Índia.

Lá você vai achar sete ótimas opções de livros com temas relacionados a este país tão envolvente, como O Tigre Branco, vencedor do Man Booker Prize 2008, o mais importante prêmio literário mundial. HARE BABA!

romandces-da-india1

Agora se vocês me dão licença, vou correndo numa livraria comprar mais livros novos!

Bate-papo com os autores do Cartas Entre Amigos

15/04/2009

Esse vídeo vai para os apressadinhos que estão roendo as unhas para poder começar a ler o livro Cartas Entre Amigos. Os autores, Pe. Fábio de Melo e Gabriel Chalita, se encontraram para trocar uma idéia sobre como o ato de enviar e receber cartas de um amigo pode ser muito mais emocionante do que enviar uma mensagem por msn ou até mesmo por email.

O que acharam? Já deu pra diminuir a angústia de ter que esperar pelo livro até maio, né? 😉 Responde aí nos correios comentários!

Vem aí: Cartas entre amigos

03/04/2009
Cartas entre amigos

Como encarar a perda de uma pessoa querida? Como não se abalar com a solidão, a inveja, a falta de compaixão e a violência? O que fazer com o duro convívio entre razão e paixão? O que fazer com amor, dor, esquecimento e tantos outros sentimentos que insistem em nos perseguir? Perguntas difíceis, não?

Estes são alguns dos questionamentos abordados no livro “Cartas entre amigos – sobre medos contemporâneos”, de Gabriel Chalita e Fábio de Melo, que será lançado em maio pela Ediouro. As histórias contadas trazem à tona angústias, medos, ódio, inveja e solidão, sentimentos que qualquer um de nós carrega na alma e no coração.

No livro, Chalita e o Padre Fábio de Melo lançam mão de um dos meios de comunicação mais antigos da humanidade: a troca de cartas (sim, de cartas!), tão poeticamente presente no passado e hoje esquecida pelas pessoas.

Não perca a chance refletir sobre seus próprios sentimentos.

<voz de locutor mode=on>Breve numa livraria perto de você!<voz de locutor mode=off>